Guns n’ Roses terá chance de se redimir em festivais no Lollapalooza

By 26 de fevereiro de 2020 No Comments
Guns n' Roses é uma das atrações mais esperadas do Lollapalooza Brasil

A banda de Hard Rock se apresenta no Lollapalooza Brasil no dia 3 de abril

Pela primeira vez se apresentando na edição brasileira do Lollapalooza, o Guns n’ Roses tem tudo para fazer seu melhor show em festivais no Brasil. Todas as vezes que a banda tocou em um festival por aqui, foram nestes: Rock in Rio (1991, 2001, 2011 e 2017), no Planeta Brasil, em BH (2014), e/ou no mini-festival, SP Trip (2017).

Excluindo a primeira passagem, em 1991, no Rock in Rio, em que a banda estava na sua melhor forma na história, o Guns n’ Roses sempre teve alguns “probleminhas” nesses festivais. Problemas causados por eles mesmos ou por fatores externos à banda.

Entre 2001 e 2017, a banda colecionou alguns pontos negativos nos shows em festivais no Brasil. Em algumas vezes, os músicos que estavam com Axl não eram os queridinhos do público, especialmente DJ Ashba (guitarrista). Em outras, o próprio Axl cantou abaixo do que era esperado dele, em alguns casos por problemas técnicos (como falta de retorno) e em outros, por culpa do próprio, além de, claro, os atrasos de horas e horas, como foi no Rock in Rio 2011, com um atraso de duas horas.

GUNS N’ ROSES NO LOLLA

No dia 3 de abril, Axl [Rose], Slash, Duff [McKagan] e companhia vêm uma turnê em três edições do Lollapalooza na América do Sul, incluindo a do Brasil. Mais experientes e em boa forma, os americanos têm de tudo para fazer um inesquecível em São Paulo: músicas clássicas, público cheio e apaixonado e a trinca de ouro do Guns (Axl, Slash e Duff).

Image result for guns n roses 2020

Parece que a volta de Slash e Duff McKagan trouxe efeitos positivos no próprio Axl, pois foi-se exigido um comprometimento maior (afinal, os caras já não são mais garotões). Com isso, os atrasos diminuíram, em alguns casos, não existem mais; a voz de Axl Rose melhorou bastante do que era nos últimos anos, e isso traz o resultado esperado pelos fãs: um show longo e cada vez mais potente.

Para o jornalista, José Norberto Flesch, o que também ajuda o Guns a se destacar no Lollapalooza é o line-up do festival. “Fazer um bom show acho que não tem como não fazer, até porque sim, a maturidade conta muito. O que ajuda [a ser o melhor show do festival], em minha opinião, é o line-up. Acredito que A Day to Remember seja um bom ‘concorrente’, com bom show também, mas terá muito menos tempo de palco, e sem produção de headliner; e Strokes é imprevisível: pode ser tanto uma droga como surpreender”.

Além do Guns n’ Roses, o Lollapalooza Brasil conta também com Travis Scott e The Strokes. O line-up completo e os últimos ingressos estão disponíveis em: https://www.lollapaloozabr.com/

Leave a Reply