Language | Idioma

English Spain

GLENN HUGHES CHEGA A BELO HORIZONTE EM 10 DIAS

Glenn Hughes faz show em Belo Horizonte no próximo dia 20, um ano depois de sua última passagem pela cidade mineira, no Music Hall (INGRESSOS).

Glenn Hughes é um músico inglês reconhecido como o vo­calista/baixista do Deep Purple entre 1973 e 1976, além de ter diversos álbuns solos, um álbum com o Black Sabbath (Seventh Star) e inúmeras colaborações e participações especiais.

No ano passado, Glenn con­cedeu entrevista exclusiva ao #VamosMusicalizar durante sua passagem pela América do Sul, confira um trecho:

Pedro Gianelli: Primeira­mente, você tocou em várias bandas, como o Black Sabba­th, Deep Purple, Black Country Communion e muitas outras. Mas qual é a diferença entre estar nessas bandas e ter sua própria carreira?

Glenn Hughes: É a mesma coisa. Pois em todas as bandas, eu participei muito do processo de composição, gravação, e tudo mais. Isso aconteceu desde o Black Sabbath até o California Breed. E acontece o mesmo em minha carreira solo. Então, sempre vai ser a mesma coisa.

P.G.: Sobre o Black Country Communion, você pode nos dizer o que, de fato, aconteceu no fim do BCC?

G.H.: É simples! Muito sim­ples! Nós somos todos amigos, nunca brigamos. Mas Joe [Bo­namassa] não queria excursionar com o BCC, porque ele tinha feito um trabalho excelente com sua carreira solo, e simplesmente não tinha tempo para tocar com nós. E eu estava escrevendo to­das as músicas para gravarmos, e como você sabe, as pessoas não compram discos, elas vão aos shows, as pessoas não po­dem ter uma carreira agora só gravando álbuns, elas têm que sair em turnê. E chegou a um ponto que o Black Country não estava excursionando, então não vendíamos discos, então era a hora de eu sair.

P.G.: E você vai fazer uma turnê pelo Brasil, em seis ci­dades. O que os fãs podem esperar por esses shows?

G.H.: Vai ser um evento épico para mim, porque é uma música pura. Vou passar por toda a minha carreira, em todas as bandas, será um grande show de rock.

Confira a entrevista com­pleta AQUI

#VamosMusicalizar
Anterior
Próximo »
0 Comentar