Language | Idioma

English Spain

ENTREVISTA: BUMBLEFOOT (GUNS N' ROSES)




Ron ‘Bumblefoot’ Thal é o principal guitarrista da lendária banda, Guns n’ Roses (pelo menos até a presente data), Ron também é produtor, e guitarrista dos projetos, A.L.I.V.E! (banda tributo ao KISS), Tony Harnell e da banda Blowout (junto com os também Gunners, Chris Pitman e Frank Ferrer).
Nos últimos dias estão rondando alguns boatos de que Bumblefoot estaria saindo do Guns n’ Roses, ainda continua o mistério se isto é verdade ou não, pois nem ele, e muito menos os outros membros da banda comentam sobre isto. Mas, o guitarrista concedeu uma entrevista exclusiva para o Jornal Gazeta do Oeste, e falou tudo sobre sua carreira solo. Veja:
Pedro Gianelli: Ron, você realmente tem uma carreira solo incrível, mas não vemos um disco solo há um longo tempo. Mas podemos ver você sempre com músicas novas, mas não seria tempo para um álbum completo?
Ron ‘Bumblefoot’ Thal: Muito obrigado! Sim, faz muito tempo que não lanço um disco. Eu lancei uma série de músicas digitais por mês em 2011, com faixas de apoio, transcrições e mix stems (disponível em: www.bumblefoot.com/store.php), mas antes disso, tiveram o disco ‘Abnormal’ e um EP acústico, chamado ‘Barefoot’, ambos em 2008. Desde então, eu produzi alguns álbuns, fiz algumas participações, algumas trilhas para filmes, mas agora estou limpando a minha agenda e podem ter certeza, vou terminar um novo disco nos próximos 2 meses.
Pedro Gianelli: Recentemente, você participou da banda tributo ao KISS, A.L.I.V.E! Você ainda tem planos para continuar neste projeto?
Ron ‘Bumblefoot’ Thal: Foi muito divertido fazer parte deste projeto! Isto começou quando o baterista, Brian Tichy, o baixista, Rex Brown, o guitarrista, Mark Zavon e eu gravamos algumas faixas para o ‘A World Without Heroes’ (disponível em:  http://itunes.apple.com/album/world-heroes-kiss-tribute/id716859684), que é um disco tributo ao KISS, feito pelo jornalista de rock, Mitch Lafon, para arrecadar dinheiro para um hospício de pessoas com câncer. Nós gravamos as canções: ‘Detroit Rock City’ e ‘Larger Than Life’, fizemos alguns shows juntos, chamando-nos de A.L.I.V.E! (referência ao grande disco ao vivo do KISS, ‘Alive!’) e tocando algumas músicas dos discos ‘Alive!’ e ‘Alive II’. Todos nós estamos conversando sobre fazer isto de novo, só vamos esperar até que nossas agendas estejam abertas para que possamos estar no mesmo lugar ao mesmo tempo, será ótimo!
Pedro Gianelli: Você é um homem de 1000 projetos! Mas o que Bumblefoot anda fazendo agora?
Ron ‘Bumblefoot’ Thal: Meu foco principal neste momento é o meu disco solo, devo terminar de escrever algumas músicas e gravá-lo. Mas estou experimentando a vida em tudo, desde seus ramos iluminados até as mais escuras raízes, assistindo velhos filmes que acendem novas ideias, acordando no meio da noite com letras para escrever, sou o passageiro e estou deixando o fluxo criativo fazer a minha condução.
Pedro Gianelli: Como está a sua relação com Tony Harnell e o Blowout?
Ron ‘Bumblefoot’ Thal: Tony é incrível! Fizemos alguns shows acústicos e lançamos um álbum acústico ano passado (disponível em: http://www.cdbaby.com/cd/tonyharnellthewildflower). Agora ele está em turnê com a sua banda, ‘TNT’, e está detonando como sempre faz. Blowout foi uma criação de Chris Pitman (tecladista do Guns n’ Roses), é uma banda de música eletrônica, com Frank Ferrer (Guns n’ Roses) na bateria, e eu na guitarra. Fizemos um show em Florianópolis-SC ano passado, foi incrível cara! Mas não sei se vamos continuar com este projeto. Mas amo tocar com esses caras!
Pedro Gianelli: E como foi sua entrada no Guns n’ Roses? É verdade que foi uma indicação de Joe Satriani?
Ron ‘Bumblefoot’ Thal: Sim, foi no verão de 2004. Axl perguntou para Joe sobre algum guitarrista, e ele me indicou, logo depois me mandou um e-mail.
Pedro Gianelli: E alguma chance de vir ao Brasil em breve? Com o GN’R, Tony Harnell, A.L.I.V.E! ou com sua carreira solo?
Ron ‘Bumblefoot’ Thal: Eu adoraria! Espero que no próximo ano, depois que meu álbum for lançado, eu adoraria fazer alguns shows no Brasil. E alguns workshops, cara é muito divertido! Muito interativo e muito pessoal, eu amo isto!
#VamosMusicalizar


Anterior
Próximo »
0 Comentar