Language | Idioma

English Spain

ENTREVISTA: DJ ASHBA (GUNS N' ROSES / SIXX: A.M.)


DJ Ashba (Daren Jay Ashba) é um dos três guitarristas da banda norte-americana, Guns n’ Roses, mas também é conhecido pelo grande trabalho na banda Sixx: A.M. (junto com Nikki Sixx [Mötley Crüe] e James Michael).
DJ Ashba além de músico, possui sua própria marca de roupa, a ‘Ashba Swag’, e também, sua própria produtora, a ‘Ashba Media’, além é claro, de inúmeras guitarras que levam a assinatura dele.
Ashba concedeu uma entrevista exclusiva para o jornal Gazeta do Oeste – via telefone –, e contou sobre os vários projetos, incluindo o novo disco do Sixx: A.M., ‘Modern Vintage’, a carreira no Guns n’ Roses, os shows no Brasil este ano, e desmentiu alguns boatos que circulam por aí.

Pedro Gianelli: Sobre o novo álbum do Sixx: A.M., existem alguns rumores de que vocês farão sua primeira turnê, inclusive uma turnê mundial. Mas vocês três já sentaram e conversaram sobre isso?

DJ Ashba: Não há nada confirmado, é claro que adoraríamos, mas acabei uma turnê com o Guns n’ Roses, e Nikki [Sixx] está na turnê de despedida do Mötley Crüe. Então estamos totalmente focados no lançamento do ‘Modern Vintage’, que será lançado dia 7 de Outubro.

P.G.: Os dois álbuns do Sixx: A.M. são como trilhas sonoras, ‘The Heroin Diaries’ para a biografia de Nikki Sixx, e ‘This is Gonna Hurt’ para o livro de fotos de Nikki. O novo álbum é mais “livre”, sem seguir um determinado assunto?

Ashba: Sim, apenas compomos o que tínhamos em mente, chegamos no estúdio e tocamos. Foi ótimo fazer este álbum.

P.G.: Mötley Crüe está em sua turnê de despedida, e Nikki disse que o projeto principal será o Sixx: A.M., mas você ainda está no Guns n’ Roses. Como conciliar isto tudo?

Ashba: O Guns n’ Roses sempre será meu projeto principal. Nikki vai se doar nesta turnê por cerca de 2 ou 3 anos, ninguém sabe o futuro. Vamos deixar tudo acontecer. Por enquanto o Sixx: A.M. é meu projeto paralelo. Nós nos completamos como músicos, isso é o que importa.

P.G.: O novo álbum chamará ‘Modern Vintage’ (Vintage Moderno), podemos esperar algumas coisas modernas, mas ainda assim, com a pegada da velha escola do rock n’ roll?

Ashba: Com certeza, todos nós vivemos a década de 70, e aproveitamos muito dessa época no álbum, mas também somos muito inspirados por coisas atuais. Então este álbum é uma grande mistura.

P.G.: Sobre o Guns n’ Roses, um dia você era um fã da banda, hoje você toca com eles, como que começou toda essa história?

Ashba: (risos) É totalmente insano! Mas eu levo tudo muito a sério, e dou o máximo que consigo no palco. Me lembro de Axl [Rose] me ligando perguntando se eu gostaria de me juntar à banda, e fiz a do cara sério: ‘Sim, claro, vamos marcar uma reunião’. Mas quando desliguei o telefone, eu mal podia acreditar que aquilo estava acontecendo, e gritava: ‘Yeah! Eu consegui’ (risos). É tudo muito louco, eu assistia os caras na TV, e agora gravamos um DVD em Las Vegas, que está em primeiro lugar na lista da Billboard.

P.G.: Mesmo depois de 5 anos no GN’R, você ainda é muito comparado com o ex-guitarrista da banda, Slash. Como você lida com isso tudo?

Ashba: Sabe, eu realmente não penso muito sobre isso, eu faço o que tenho que ser feito. Algumas pessoas têm essa mente pequena dizendo que o GN’R é apenas com Slash, mas todos nós trabalhamos muito duro para manter o legado da banda. Admiro o Slash, ele é uma inspiração para qualquer guitarrista, ele detonou quando estava no Guns. Mas eu sou quem eu sou, não imito ninguém, quero dizer, faço o meu trabalho no Sixx A.M., fui produtor do último álbum do Mötley Crüe (Saints of Los Angeles), eu faço tudo isso do meu jeito.

P.G.: Vocês sempre comentam que o GN’R tem músicas para um álbum novo. Mas como está este processo agora? Vocês já gravaram alguma faixa?

Ashba: Bom, eu tenho várias composições, Axl também tem várias outras, todos têm suas próprias músicas. Já gravamos algumas coisas juntos, talvez saia algo em breve.

P.G.: Depois de entrar para o GN’R, você ficou conhecido em todo o mundo. E a fama transforma muitas pessoas em heróis, você se considera um ‘herói da guitarra’?

Ashba: Não, eu não sou um ‘herói da guitarra’, e honestamente, estou muito longe disso. Eu não penso nesses títulos, eu apenas quero fazer meus fãs felizes, toco cada música do fundo do meu coração, e cada show como se fosse o meu último dia na Terra. Sou apenas um cara que trabalha duro.

P.G.: Este ano, vocês fizeram uma série de shows no Brasil entre Março e Abril. Mas já estão rolando alguns boatos de mais alguns shows por aqui (em Manaus e em Recife). Você já tem alguma informação sobre isso?

Ashba: Não, são apenas boatos. Adoraríamos fazer shows no Brasil. Amamos o Brasil, fizemos uma turnê incrível aí, mas não tem nada confirmado. São apenas boatos.

DJ Ashba ainda enviou um recado especial para todos os fãs brasileiros, para ouvir, basta acessar, basta CLICAR AQUI




#VamosMusicalizar




Anterior
Próximo »
1 Comentar
avatar

Ok, Te espero aqui (I'll wait here)

Balas